sexta-feira, abril 07, 2006

Esportes versus narração do Galvão Bueno


Sei que muitos não vão concordar comigo, mas também sei que muitos pensam da mesma forma que eu penso.

Não agüento mais assistir as corridas de Fórmula 1 com a narração do Galvão Bueno. Ele simplesmente demonstra não conhecer a maioria dos comentários que faz.

Vejamos dois exemplos:

Primeiro: no último grande prêmio (Austrália), o piloto da Ferrari, Felipe Massa, sofreu um acidente logo no início da corrida. O “grande” Galvão teve a capacidade de dizer que o Massa havia ganhado muitas posições ao final da volta. Se ele tivesse, como muita gente, uma conexão básica de internet com o site oficial da Fórmula 1 (www.formula1.com) ele teria notado que o brasileiro não havia completado nem a primeira parcial da volta, o que significava que ele havia parado. Mesmo que naquele momento ele não soubesse do acidente do Massa, ele, o Galvão, pelo menos, poderia ter indicado aos telespectadores da emissora para a qual trabalha que havia algum tipo de problema.

Segundo: neste mesmo site há indicação clara do tempo de parada de cada piloto nos boxes. O “grande” narrador tenta fazer estimativas de quanto tempo foi a parada e muitas vezes apresenta (ou fala) erros grosseiros, levando, mais uma vez, os abnegados telespectadores a imaginar que algo estaria errado.

Quase sempre este narrador está acompanhado as corridas no próprio circuito, com um volume de informação muito maior do que nós, simples telespectadores temos ou podemos ter.

Tenho também que reconhecer que as opções da Globo para narradores não são lá estas coisas, ou seja, nós que gostamos de corridas (até das de tartarugas) temos é que agüentar. Pensando bem, acho que o pessoal do plim-plim deveria, de vez em quando, assistir algumas das transmissões da ESPN americana.

Por hora é só.....

Marcos Leonel


4 Comments:

Blogger Cristiano Forti said...

Eu concordo em Genero, número e Grau!!! E olha que voce foi bonzinho com o Galvao. Ele é uma anta de kichute. Ele fica muito preocupado em aparecer, em especular, mas so fala merda. Olhar pro computador entao? Nem se fala. O pior é q o Reginaldo Leme olha pro computador, mas o Galvao nao deixa ele falar. Quando o Reginaldo vai falar ja passaram 3 voltas...

2:40 PM  
Blogger Dwlads said...

Vocês sabem que eu gosto da narração do galvão. Do estilo da narração dele que acrescenta emoção ao GP. Agora quanto as informações que ele passa. Piora a cada dia. Como consegue isso. O monitor que ele e o Reginaldo têm a disposição é muito mais completo do que as informações que temos on-line no www.f1.com é um disparate. É por isso que assisto as corridas com o f1.com aberto. Muito antes deles falarem algo eu já estou sabendo de tudo.

11:36 PM  
Anonymous Ricardo said...

Boa dica, Wlad! Quem sabe com TV interativa num futuro próximo a gente coloca um quadro no canto da tela exibindo o site enquanto a imagem principal exibe a transmissão?!?!?! Aí pra completar, é só apertar o "mute" e sintonizar o audio oficial, KKKKKKKKK.

Em tempo, vem aí a Copa da Alemanha, eu lembro que na do Japão-Coréia tinha um fórum "Eu odeio o Galvão Bueno" que comentava as narrações dele, quase no estilo Casseta & Planeta, ou seja, acabava o jogo e todo mundo ia pra sala postar comentários...

Abraços, Mumu.

1:57 PM  
Anonymous Bruno Meira said...

Cara to contigo e não abro, esse galvão e muito ruim e além de tudo, fica puxando o saco do filho q corre, com o paitrocinio dele, hehehe, abraços!!!

12:09 PM  

Postar um comentário

<< Home